Desabafo

26 de mai de 2010 |


Por que é tão difícil acreditar que algumas coisas podem mudar? Por que é tão comum ver as pessoas dizerem: "Eu te amo" como se estivessem dizendo: "Bom dia! Eu gostaria de um sanduíche de queijo!"? Por que o céu é azul? Por que eu comecei a gostar de rosa do nada? Por que eu não me dou bem em matemática? Por que eu acredito em "E foram felizes para sempre"? Por que eu continuo sofrendo por amor mesmo tendo um namorado? POR QUÊ?

Eu não sei responder nada disso e sei que você também não.
São tantas perguntas que ecoam em minha cabeça que me fazem chegar ao ponto de ficar louca com tantas perguntas e nada de respostas. Eu queria uma resposta pra cada dúvida que existe em mim, seja uma dúvida inútil ou construtiva. Talvez um dia alguém vá se sentar ao meu lado e ir respondendo uma por uma e finalmente eu irei entender as coisas do jeito que elas realmente são.
E enquanto isso não acontece mais dúvidas irão surgir e eu vou me perguntar mais uma vez porque eu sou assim, tão curiosa!
Curiosidade é algo que todo mundo tem, seja ela vista como um defeito ou uma qualidade. Por ser tão curiosa eu já li, ouvi e vi coisas que me magoaram muito ou que me fizeram pular de alegria ou que fizeram brotar aquele sentimento de raiva passageiro.
Raiva... Raiva não é um sentimento bom, não trás pensamentos bons e conseqüentemente trás o choro. Hum, minha amiga já me disse que chorar não vale apena porque dá rugas! Alguém acredita nessa hipótese? Só acredito vendo, e até hoje nunca surgiu nada de diferente no meu rosto. E olha que eu já chorei muito!
Chorar me acalma, me faz refletir e muitas vezes me faz perceber que algumas lágrimas são em vão. Mas ninguém pode me garantir que as próximas serão em vão, não é mesmo?
E mais uma pergunta me vem: "Por que a gente chora até por algo que não vale apena?"
É, eu DEFINITIVAMENTE não sei responder.

Beijos, Bia.

0 comentários: