27 de mai de 2010 |


fiquei mais seletiva, amizades fúteis que eu tinha já não me interessam mais, músicas ruins não me completam e o amor, só se for real.

Postei isso agorinha alie no twitter & como sempre comecei a pensar sobre ...
Porque tudo que eu posto alie 1° passa por mim , serve de dica pra mim , de bronca pra mim e de esperança pra mim

To numa fase em que to vivendo essa frase ...
As "amizades" de fim de semana não me fascinam e me prendem mais
Certas músicas sem conteúdo ou cheias de hipocrisia foram deletadas
E os amores ? não existiam amores e sim paixões , atrações , conveniências

Sempre mudamos & eu mudei #again




Skinny , como usar a sua ?

|












. As calças do modelo skinny vieram para ficar! E caíram perfeitamente no gosto das brasileiras, principalmente os jeans skinny. Elas são aquelas que ficam bem justas ao corpo, inclusive na panturrinha e nas canelas. São versáteis e combinam com diversos looks, estilos, corpos e pessoas. Mas, se você ainda tem alguma dúvida de como usar seu jeans skinny, leia abaixo algumas dicas e arrase com ele!

· As calças skinny ficam melhores em mulheres altas e magras. Se você tem esse biotipo, pode abusar do modelo.

· Mas, se for baixinha e gordinha, não se preocupe! É só tomar alguns cuidados que você poderá usar também!

· Para as gordinhas, com quadris largos e pernas grossas, use a calça skinny com camisetas de ombro caído ou malhas mais soltas. Assim, você chama a atenção para outras partes do corpo.

· É bem interessante também, se você for mais cheinha, usar o modelo skinny com colares e brincos que chamem a atenção. Assim, você desvia a atenção da calça.

· Se você for mais cheinha, invista em calças com lavagem escura, como cinza ou azul. E fuja de modelos com manchas, rasgos ou bordados.

· Para as altas e magras, o modelo skinny fica excelente com batas e blusas largas, bem estilosas. Abuse das sobreposições e cintos que marquem a cintura.

· Se você tiver um corpo bem longilíneo, a skinny fica ótima com blusas mais justas, ou mesmo com regatinhas. Nesse visual mais simples e despojado, invista em acessórios e calçados.

· A skinny é democrática, e cai bem com os mais diversos calçados. No inverno fica excelente com botas sem salto, no estilo montaria, usadas por fora da calça. E no verão, fica excelente com rasteiras, tênis do modelo All Star, e sapatilhas.

· Em todos os tipos de corpo, lembre-se que o modelo skinny deve ficar bem justo ao corpo, mas não desconfortável. Se a calça estiver muito repuxada, ou com o cavalo curto, invista num número maior.



curtiu ?


By : JessicaCristina ;*

Maquiagem

|


Aprenda daiê que eu aprendo dakiê :


Pele

· Comece pelo corretivo: ele deve ser um pouco mais claro que o tom da sua pele. Use-o para esconder espinhas, olheiras e manchas.

· Após o corretivo, use a base: aplique em todo o rosto, começando pelo centro e indo para as laterais do rosto. Aplique a base também no pescoço, indo em direção ao colo.

· Termine a preparação da pele, aplicando o : ele serve para segurar a maquiagem, dar um ótimo acabamento à pele, e eliminar o brilho do rosto.

Olhos

· Sombra: as cores claras iluminam o olhar, e as escuras dão profundidade. Use as cores que combinam com a pele prateada ou dourada. Dica: Tons mais escuros nos cantos externos realçam os olhos.

· Delineador de olhos: faça o traço junto aos cílios superiores. Se preferir, esfumace-o com a ponta dos dedos.

· Máscara para cílios: o rímel é fundamental para dar o acabamento à maquiagem. Para o dia, utilize apenas uma camada. Se for a uma festa, passe duas ou três camadas. Dica: O aparelho curvex é um bom aliado para curvar e dar destaque aos cílios.

Boca

· Para os lábios, existem os batons cremosos, translúcidos, líquidos; como também brilhos e gloss.

· A regra básica é sempre deixar a boca em evidência, se os olhos estiverem mais neutros.

· Nunca use cores fortes na boca e nos olhos. Um de cada vez!

· O gloss é a melhor opção quando a dúvida for a cor do batom. Ele é discreto, mas ao mesmo tempo ilumina a maquiagem.


As escolhas de uma vida

|




A certa altura do filme Crimes e Pecados, o personagem interpretado por Woody Allen diz: "Nós somos a soma das nossas decisões".

Essa frase acomodou-se na minha massa cinzenta e de lá nunca mais saiu. Compartilho do ceticismo de Allen: a gente é o que a gente escolhe ser, o destino pouco tem a ver com isso.

Desde pequenos aprendemos que, ao fazer uma opção,estamos descartando outra, e de opção em opção vamos tecendo essa teia que se convencionou chamar "minha vida".

Não é tarefa fácil. No momento em que se escolhe ser médico, se está abrindo mão de ser piloto de avião. Ao optar pela vida de atriz, será quase impossível conciliar com a arquitetura. No amor, a mesma coisa: namora-se um, outro, e mais outro, num excitante vaivém de romances. Até que chega um momento em que é preciso decidir entre passar o resto da vida sem compromisso formal com alguém, apenas vivenciando amores e deixando-os ir embora quando se findam, ou casar, e através do casamento fundar uma microempresa, com direito a casa própria, orçamento doméstico e responsabilidades.

As duas opções têm seus prós e contras: viver sem laços e viver com laços...

Escolha: beber até cair ou virar vegetariano e budista? Todas as alternativas são válidas, mas há um preço a pagar por elas.

Quem dera pudéssemos ser uma pessoa diferente a cada 6 meses, ser casados de segunda a sexta e solteiros nos finais de semana, ter filhos quando se está bem-disposto e não tê-los quando se está cansado. Por isso é tão importante o auto conhecimento. Por isso é necessário ler muito, ouvir os outros, estagiar em várias tribos, prestar atenção ao que acontece em volta e não cultivar preconceitos. Nossas escolhas não podem ser apenas intuitivas, elas têm que refletir o que a gente é. Lógico que se deve reavaliar decisões e trocar de caminho: Ninguém é o mesmo para sempre.

Mas que essas mudanças de rota venham para acrescentar, e não para anular a vivência do caminho anteriormente percorrido. A estrada é longa e o tempo é curto.Não deixe de fazer nada que queira, mas tenha responsabilidade e maturidade para arcar com as conseqüências destas ações.

Lembrem-se:
suas escolhas têm 50% de chance de darem certo, mas também 50% de chance de darem errado. A escolha é sua...!


Pedro Bial

Certos Detalhes

|

Chega a ser difícil até de contar quantas noites em claro eu não dormi, tive medo de nunca encontrar. Tirei a sorte grande quando te conheci.
Eu te conheci na internet ainda, lembra? A gente se via na escola, mas nunca falava 'oi' um pro outro por causa da vergonha e eu achava isso engraçado. Eu sentia algo por você, não tão intenso quanto agora, e eu acreditava que um dia poderia te chamar de 'meu' e seis meses depois esse dia chegou. Eu me sentia feliz, me sentia completa por ter alguém tão perfeito pra mim, só pra mim. Você era fofo comigo, atencioso, preocupado, não desgrudava de mim e deixou seus amigos por minha causa, pra me dar toda a atenção do mundo, e eu achava isso ridículo já que eu não sentia vontade de fazer o mesmo por você, mas com o tempo eu fui percebendo que eu precisava de você muito mais do que eu imaginava, muito mais do que eu precisei de alguém, e que só você me fazia sentir como única. As coisas mudaram e três meses que nós estavamos juntos algo aconteceu, e mudou as coisas radicalmente, eu não me arrependo de nada do que eu fiz porque foi maravilhoso e eu gosto de lembrar desse dia porque é engraçado e ficou marcado em mim de um jeito que você nem imagina. Foi o primeiro natal que eu precisei me preocupar com o presente de alguém e fiquei igual louca procurando algo que você gostasse, e eu acho que achei. Foi o primeiro ano novo que eu passei na janela olhando pro céu pensando no que você estaria fazendo, se você estaria pensando em mim da mesma forma em que eu pensava em você o tempo todo. E você ficou vários dias longe de mim e eu nunca vou esquecer do sorriso bobo que você deu pra mim assim que me viu parada no portão da sua casa, um sorriso seguido de um abraço apertado e gostoso cheio de saudade. Tudo me lembra você, desde uma música até um lugar. Eu lembro do primeiro abraço, do primeiro selinho, do primeiro beijo, da nossa primeira vez, da nossa primeira briga, da nossa primeira reconciliação, do nosso primeiro filme no cinema, do nosso primeiro show juntos, da primeira e única rosa branca que você me deu, e de todas as outras coisas que se eu resolver citar vou ficar aqui até amanhã.
O nosso namoro nunca foi um mar de rosas, mas sempre ficou cara a cara com a perfeição, e agora eu sinto falta de certos detalhes. Eu sinto falta de como eu era, de como você era, de como o nosso namoro era. Eu sinto falta dos carinhos, de ficar abraçada com você, de ter sua atenção só pra mim o tempo todo, Quero deixar bem claro que você me acostumou assim, de te beijar daquele jeito carinhoso e calmo, de ouvir 'Eu te amo' o tempo todo. Resumindo: Eu sinto falta do mel que havia entre a gente. Eu já te falei que não tenho muito o direito de te cobrar sobre isso, mas eu só queria que você soubesse que eu sinto falta e não é só hoje. Meu desanimo é por causa disso, meu silêncio, minha 'cara de cu', mas eu não falo nada porque eu sou boba. Eu odeio os seus amigos e você tá agindo igual a eles, isso é decepcionante pra mim, já que você sempre foi diferente deles. Eu tenho medo do que possa acontecer, porque eu to ficando cansada disso e você não percebe.
Eu te amo de um tanto que você não faz idéia, e hoje na sala eu chorei e desabafei litros com a Tati, e eu precisava desabafar aqui já que não tenho coragem o suficiente de dizer essas coisas olhando pra você. Bianca covarde, eu sei. Eu não quero te perder, mas não quero sofrer, algumas coisas fazem mal pra mim.
Amanhã a gente faz nove meses juntos e eu sinto orgulho da gente, por sermos fortes e conseguirmos enfrentar todas as coisas que já aconteceram e que estão acontecendo. A minha vontade é que esse nove meses vire nove anos, noventa anos, novecentos anos e por aí vai...
Eu não sei ficar sem você, eu preciso de você e sinto que eu to perdendo você aos poucos e você ta me perdendo aos poucos. Eu peço por favor, pra que você não deixe isso acontecer porque se isso acontecer não sei o que faço. Não quero que a gente acabe como André e Giovanna. Eu quero que a gente acabe como aqueles casais de velhinhos que andam na rua de mãos dadas e que sentam no banco da praça pra relembrar os velhos e bons momentos.
E não diga que eu to sendo dramática.
Eu te amo tá? E o meu amor cresce cada vez mais, embora eu sofra calada por certos detalhes, não quero que duvide nunca disso! O que eu sinto é pra sempre e ninguém vai tirar isso de mim.


Beijos, Bia.

Saudades

|



Saudade..

“Trancar o dedo numa porta dói. Bater com o queixo no chão dói. Torcer o tornozelo dói. Um tapa, um soco, um pontapé, doem. Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói morder a língua, dói cólica, cárie e pedra no rim. Mas o que mais dói é a saudade. Saudade de um irmão que mora longe. Saudade de uma cachoeira da infância. Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais. Saudade do pai que morreu, do amigo imaginário que nunca existiu. Saudade de uma cidade.
Saudade da gente mesmo, que o tempo não perdoa. Doem essas saudades todas. Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama. Saudade da pele, do cheiro, dos beijos. Saudade da presença, e até da ausência consentida.
Você podia ficar na sala e ela no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá. Você podia ir para o dentista e ela para a faculdade, mas sabiam-se onde. Você podia ficar o dia sem vê-la, ela o dia sem vê-lo, mas sabiam-se amanhã. Contudo, quando o amor de um acaba, ou torna-se menor, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.
Saudade é basicamente não saber. Não saber mais se ela continua fungando num ambiente mais frio. Não saber se ele continua sem fazer a barba por causa daquela alergia. Não saber se ela ainda usa aquela saia. Não saber se ele foi na consulta com o dermatologista como prometeu. Não saber se ela tem comido bem por causa daquela mania de estar sempre ocupada, se ele tem assistido as aulas de inglês, se aprendeu a entrar na Internet e encontrar a página do Diário Oficial, se ela aprendeu a estacionar entre dois carros, se ele continua preferindo Malzebier, se ela continua preferindo suco, se ele continua sorrindo com aqueles olhinhos apertados, se ela continua dançando daquele jeitinho enlouquecedor, se ele continua cantando tão bem, se ela continua detestando o McDonald's, se ele continua amando, se ela continua a chorar até nas comédias.
Saudade é não saber mesmo! Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche. Saudade é não querer saber se ela está com outro, e ao mesmo tempo querer. É não saber se ele está feliz, e ao mesmo tempo perguntar a todos os amigos por isso... É não querer saber se ele está mais magro, se ela está mais bela. Saudade é nunca mais saber de quem se ama, e ainda assim doer. Saudade é isso que senti enquanto estive escrevendo o que você, provavelmente, está sentindo agora depois que acabou de ler...”

(Miguel Falabella)

By: JessicaCristina ;*

O correio me sacaneou --'

|

Estou mt mt revoltada , #fato

Meu namorado {/hoje ex} há 2 meses atrás me mandou pelo correio , já que namoravamos a distância uma caixinha que continha 1 aliança , 1 carta e 1 caixinha de música *o*

Mas continha mt mt mais que isso sabe ?
tinha esperança de que nem a distância de 2500 kilometros fosse atrapalhar o que sentiamos
tinha a mudança de alguém que odiava aliança mas que por mim abriu uma exceção
tinha na carta o mais belo sentimento que alguém já sentiu por mim...

será que os correios entendem que aquilo não era um simples pacote ?!

como eu já disse hoje ele é ex namorado {/terminamos tem 1 mês} , mas fico pensando se há 2 meses atrás {/ele mandou 1 mês antes de acabarmos} essa aliança tivesse chegado ... quanta coisa teria sido diferente sabe ?

não pelo fato de que eu ganhei uma aliança , porque a aliança é um detalhe , o que conta é o significado que tinha pra nós , um menino que odiava aliança e sem combranças nem nada resolve fazer uma surpresa pra namorada , o simbolo do compromisso de que mesmo longe estava ali pra todo mundo ver que ele já tinha alguém ...

Hoje eu não sei onde está a aliança
Hoje o namoro acabou
Hoje nem sei direito o que sinto por ele
Hoje nem sei direito o que ele sente por mim
Hoje não sei muitas coisas

mas algo que tenho certeza é que tudo poderia ter sido diferente pra nós ~

Ps : a aliança segundo ele , era mt parecida com essa só que sem as pedrinhas :~